sexta-feira, 27 de março de 2015

Clementino é Sem Limite em busca do BI

Lúcio, guerreiro maior do JD Clementino, destaque da conquista da 4ª Copa Verão 2013, estará em campo comandando o rubro verde em busca do bicampeonato.

O cenário era outro. O barranco deu lugar à arquibancada. 

E o Dondon da Liga Joga Senhor ficou dois anos mais velho, mas não perdeu o pique.

Programou a decisão 5ª Copa Verão para este domingo, 29, na Arena Guaciara, Taboão da Serra, local ideal para o evento.

Na disputa pelo troféu de 3º lugar, às 8h30, se encontram Internacional versus Jovens Garotos. 

Em seguida, o confronto que define o campeão 2015.

Às 10h, Sem Limite e Jd Clementino medem força e habilidade.

Rapaziada dos 45 anos acima rolando o caroço no gramado sintético em busca do mesmo objetivo.

Soltar o grito de É Campeão!!!

O capitão Rogerio, do Jd Clementino, no momento em que recebeu o troféu de campeão da última Copa Verão, 

Que este ano homenageia o falecido amigo esportista Hélio Calgraf, fundador do Aliados FC, e colaborador maior da várzea taboanense.

A história terá bis? 

O adversário Sem Limite leva ligeira vantagem na campanha. Venceu 6, empatou 2, e perdeu 1 jogo.

Na semifinal bateu o Internacional por 4 a 2 nos penais, após empate de 1 a 1 no tempo normal.

O Jd Clementino teve aproveitamento de 6 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. 

Na semifinal ganhou do Jovens Garotos por 1 a 0.

Até aí parecidos. 

Mas na contagem dos gols o ataque do Sem Limite faz tremer. Marcou 38 gols e sofreu só 5.

O Jd Clementino, por sua vez, assinalou 16 gols pró, sofrendo 12 reveses.

Cada jogo é um jogo, dizia o véio Bento. 

E só vai saber contar quem aparecer pra assistir.

Final da 5ª Copa Verão Masters 45, domingo, no CC Guaciara. 

É festa do futebol varzeano. 

Prestigie!

quinta-feira, 26 de março de 2015

Em Taboão, começa a 3ª Copa SEMEL!

 O futebol moleque de Taboão da Serra, nas categorias 2005/06 e 2003/04, entra em campo neste sábado, 28, para mais uma edição da Copa SEMEL.

Organizada pela Secretaria de Esportes de Taboão da Serra, o evento reúne 32 equipes, sendo 18 pertencentes às escolinhas municipais e 14 convidados.

Confira a tabela e prestigie a garotada.


Não basta ser moleque
Tem que ser travesso com a bola nos pés
Caneta na mão
Dedos no teclado
E olho nos livros!

segunda-feira, 16 de março de 2015

domingo, 15 de março de 2015

quinta-feira, 5 de março de 2015

segunda-feira, 2 de março de 2015

Troféu Governador do Estado premia a trajetória de Marco Pezão

A primeira vez que me ouvi chamado por ‘agitador’, veio de uma colega, a Cris, da assessoria de imprensa de Taboão da Serra, beirando os anos 2000.

Disse em função do meu desempenho ao retratar o futebol varzeano à mídia da cidade. E também pelo meu envolvimento com a poesia, cotidianamente, fazia anos.

Veio, então, a construção do Sarau da Cooperifa, em 2001, no bar Garajão, às quartas-feiras, no Jd Helena, bairro do município taboanense.

Ao lado do poeta Sergio Vaz, a palavra sarau, em desuso no dicionário, tornou-se ativa.

A poesia fecundou ali nova voz. Ao microfone, os poetas tomaram ação.

O Sarau da Cooperifa mudou-se pra o Bar do Zé Batidão, em Piraporinha, onde permanece como referência de um movimento que se espalhou por toda São Paulo.

Somando conosco, o poeta Binho, que em seguida criou o Sarau do Binho, às segundas-feiras, em Campo Limpo, tornando-se dos mais concorridos onde quer que se apresente.

Eu segui meu caminho. Aceitando o convite do poeta Frederico Barbosa, fui trabalhar no projeto Mapa da Poesia, pela Poiesis.

Logo, auxiliado pela Lids Ramos, do Sarau da Ademar, em menos de doze meses fizemos mais de 40 saraus, seja na Casa Mario de Andrade, Metrô Santa Cecília, Biblioteca do Carandiru, Bienal do Livro.

Além de oficinas de poesia, viabilizamos transporte para diversos coletivos, culminando na viagem ao Rio de Janeiro, com 42 poetas de diversos saraus, num intercâmbio produzido pelo escritor Alessandro Buzo.

Deixe a poesia entrar em sua vida, não dói nada!

Nova fase. Em 2011 criamos o Sarau A Plenos Pulmões, na Casa das Rosas, tendo como mote aquele que nos segue há quatro anos: o incentivo a leitura, a literatura, a poesia escrita e falada.

No período 2013/14 participamos da Oficina de Teatro do Espaço Clariô, em Taboão, com a Naloana Lima, onde, sob sua direção, escrevemos a peça Nasce um sarau, Clariô no Verso.

A montagem reuniu 14 jovens atores. Encenada, a narrativa percorreu o projeto Veia e Ventania em 6 bibliotecas municipais, com o apoio do Sarau A Plenos Pulmões Itinerante.

Paralelo a tudo, o I Love Laje, em Campo Limpo, vai tomando forma como espaço cultural e livraria de oralidade.

Pensei em escrever uma crônica, e tá parecendo meu currículo.

Talvez porque tento me justificar o merecimento do troféu Governador do Estado, na área Territórios Culturais, como poeta e agitador cultural.

Ser indicado foi uma surpresa, confesso. Estar entre os cinco concorrentes, na segunda-feira, 23, no Teatro São Pedro, na Barra Funda, na festa de premiação, causou uma avalanche de recordações.

Local onde assisti a minha primeira peça de teatro, e onde depois encenei Cartas Chilenas, de Tomás Antonio Gonzaga.

Já faz quarenta anos isso, e eu aqui curtindo agora os homenageados.

A hora é chegada. Ouço ser chamado. Minha trajetória fora premiada pelos jurados. 

Minha expectativa se dissipa.

Mas a emoção é muita. Teatro lotado. Todas importantes figuras. Ao microfone, agradeço. Ao conjunto/tempo, agradeço. Reclamo. Enalteço. Digo coisas que sinto.

E o que sei fazer de melhor. Do meu livro, declamo o poema ‘Nóis é ponte e atravessa qualquer rio’.

Acústica e som de primeira. Plateia. Aplausos. Je suis periferia!

Desço para encontrar os abraços e sorrisos de meus convidados acompanhantes, Otília, Lids, David da Silva, e Zé Sarmento.

Uma garotinha, com a mãe, se aproxima e diz:

- Gostei da sua poesia. Quero fazer uma foto com você.

Diante dessa inesperada e sincera reação, dois fatos.

A Isadora ganhou meu livro. E eu ganhei a noite.

Extraindo dela a certeza de que mereci o prêmio e o codinome de poeta agitador!

Teatro São Pedro. Noite inesquecível!!!!!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

domingo, 25 de janeiro de 2015

Marco Pezão é indicado ao Prêmio Governador do Estado

Fiquei surpreso com a notícia.

Trabalhando num projeto cultural, com a amiga Lids, quarta-feira,

Entrei no facebook pra uma consulta.

Na página inicial o jornalista David da Silva mandava:

'Meu amigo poeta e cronista do futebol de várzea Marco Pezão, parceiro de empreitadas culturais pelos subúrbios, concorre ao Prêmio Governador do Estado.

Pra votar nele, entre no site abaixo e clique em "Territórios Culturais".

Tâmo juntos, Pé! 

http://www.cultura.sp.gov.br/Sta…/PremioGovernador/index.htm

- Queridona, disse eu. Olha isso aqui.

E fomos ao link atrás da veracidade do fato.

Cara estampada. Eu de chapéu, numa foto que a Otília tirou faz anos no quintal de casa. 

Em seguida, os motivos que me levaram a ser indicado ao prêmio: 

'Poeta e agitador cultural

Marco Pezão é um dos grandes nomes da cultura paulistana, conhecido por coordenar ações em diversas frentes, sempre com o objetivo de incentivar a produção literária e sua difusão.

Fundador do Sarau da Cooperifa, ao lado do também poeta Sérgio Vaz, Pezão figura entre os principais agitadores da literatura periférica, difundida por meio de saraus realizados em diversas regiões da capital paulista.

Em 2014, comandou o sarau A Plenos Pulmões, na Casa das Rosas, projeto que manifestou, por meio da poesia, a luta e o desenvolvimento cultural das artes da periferia.'

Estou lisonjeado.

A votação popular é feita pelo site e ficará aberta até o dia 19 de fevereiro de 2015, quando a apuração indicará um vencedor entre os 5 concorrentes.

Quero compartilhar com a família varzeana essa indicação. O futebol varzeano representa meu aprendizado.

E a todos que manifestaram seu apreço em meu favor.

E a quem indicou meu nome, só posso dizer obrigado, mesmo!

E por fim gritar bem alto:

Quem é da poesia diz aeeeeee!!!

Mas vote em mim. É fácil. Entre no link abaixo. Clique em Votação. Em seguida, clique Territórios Culturais. 

Ai é só apertar Marco Pezão, que eu agradeço.

http://www.cultura.sp.gov.br/StaticFiles/PremioGovernador/index.htm

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Quem chegar é bem chegado!


Episódio 5

Je suis Charlie 
Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis je suis

Do lápis o risco
Contorno de arte
A charge
De humor amor humor
Sombra caneta
Pintados olhos
Tiros borrados de horror
Horror horror horror

Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis je suis

Ousadas figuras
Manchadas de fel
Chiste de ódio
Babel Eiffel...
Confusas palavras
Usados profetas
Exaltam o martírio
Tinto de sangue a flor
A flor a flor a flor

Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis je suis 

A intolerância cega
Discrimina e emprega valores
Que a inteligência nega
A intolerância cega
Planeja e prega
Maomé Jesus
Na mesma cruz

Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis Charlie
Je suis jê suis...

Liberdade, igualdade, e fraternidade
Eu sou

Mas os homens não se entendem, Charlie...

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Copa São Paulo: CA Taboão encara o Mengão

Terminada a 1ª fase da 46ª Copa São Paulo, o CA Taboão da Serra deixa sua sede e vai à vizinha cidade de Osasco enfrentar o CR Flamengo (RJ)...

Foi uma semana intensa. O tricolor serrano estreou no domingo 4 quando bateu o Chapecoense (SC) por 2 a 0.

Depois, na quarta-feira, 7, venceu o Santa Cruz (PE) em 3 a 1...

Para no sábado, 10, com 6 pontos ganhos na liderança do grupo R ir pro jogo contra o América (MG), com a classificação garantida...

Apesar de começar pressionando o adversário, o CA Taboão da Serra não achou o caminho do gol.

Edson Bochete, Feijão, Tio Mauro, e Mumu, no intervalo da partida.

Com o placar zerado voltamos pro segundo tempo...

E a postura das equipes continuou a mesma. Lenta.

O América resolveu arriscar e conseguiu um penal.

Igor Soares, aos 17m, fez 1 a 0.

De bom mesmo foi a presença da torcida taboanense, que lotou o estádio municipal nos três compromissos.

 Ôôôôô bicha!!! curtia a galera...

E, apesar da passagem garantida, pra não irmos azedos pra casa, Bruno Rafael invadiu pela direita e soltou o pé...

No limiar do tempo, o empate de 1 a 1...

Agora a pegada será outra. Só a vitória contempla a continuidade na competição.

Bruno comemora, e que seja assim contra o Mengão...

No encontro de quarta-feira, às 21h, em Osasco, no estádio municipal Pref. José Liberatti...

O Flamengo vem de 3 vitórias: 4 a 1 no Sampaio Corrêa (MA), 5 a 0 no Vilhena (RO), e 1 a 0 no Osasco EC.

É a hora. A salada tá pronta. 

Que a rapaziada do CA Taboão façam gosto do azeite e detonem o Mengão...

Acho difícil, mas em futebol nada é impossível!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Copa São Paulo: Taboão bate Santa e é líder isolado

Pela 2ª rodada da 46ª Copa São Paulo de Futebol Juniores, grupo R, em Taboão, quarta-feira, 07.

Sol de lascar. Saudação à plateia presente. O Tricolor da Serra vindo da vitória por 2 a 0 sobre o Chapecoense, na estreia.

Se apresentando, o Santa Cruz, de Recife, terra dos amigos poetas Valmir Jordão e Miró, que soma um ponto do empate de 1 a 1 frente ao América Mineiro.

Pavio aceso, o Santa tomou atitude diante da desatitude do anfitrião...

Que ficou amarrado atrás, sem incomodar no ataque.

A torcida farreia. Braços tremulando e o coro sonoro gritando bichaaaaaa!, diante de algum desagrado.

O Santa gostou da postura do CA Taboão e achou o queria.

Cobrança de falta na entrada da área. 

Armada a barreira. Raniel pronto pra batida...

Aos 22 minutos, caixa. Batida seca. Enlace perfeito.

O goleiro Luis, mal colocado, só olhou.

A torcida que aos poucos foi chegando já lotava as arquibancadas do estádio municipal ver. José Feres.

Em campo o time taboanense estava apático e pagava pau pela pouca produção.

Em outro tiro disparado, o arqueiro Luis conseguiu o desvio.

Intervalo de partida e a dúvida. Será que reage?

Os fotógrafos Ricardo Vaz e Edu Toledo procuraram sombra.

Urubú sobrevoando a quebrada. 

XÔOO!!!

Clareou! Aos 8 minutos da 2ª etapa, o atacante Juninho foi puxado dentro da área e árbitro assinalou penal.

Dan partiu pra responsabilidade e igualou 1 a 1.

Animado, o tricolor tomou postura.

O centroavante Marcão golpeou pra fora esse cruzamento.

Aliás, os atacantes Marcão e Juninho são altos e o time chega pouco a linha de fundo para servir o cabeceio.

E o cabeceio é arma mortal pra quem sabe usá-lo.

Do escanteio cobrado por Dan, o zagueiro Rômulo, no segundo pau, subiu e escorou firme...

Endereço certo, rente a trave. O CA Taboão vira o jogo: 2 a 1.

Rômulo é o nome dele. Merecia. Na partida anterior acertou o travessão numa cobertura lúcida.

Aê, Nobre, presidente do meu Palmeiras. Melhor que o Lúcio o rapaz é!!! 

Casa cheia. Como disse meu amigo Melão: o que tem de vagabundo, não é mole!

Futebol é uma paixão taboanense forte, marcante.

2 a 1. A gente mais aliviado. Cadê a cerveja? 

A nuvem escura cobriu o astro, ameaçou, e se foi. 

Quem não gostou foram os vendedores de capas. 

No gramado sintético, mais um.

Aos 29 minutos, o meia Dan sofreu pênalti e ele mesmo converteu com categoria.

Goleiro de um lado e bola entrando de outro.

Garantida a vitória e a liderança do grupo R

Maior curtição. Sábado, 10, tem mais.

Às 16h, o terceiro confronto da 1ª fase.

CA Taboão versus América Mineiro. 

Sob a direção do técnico Ademir Fesan, o tricolor da serra formou com:

Luís, Maxwell, Rômulo, Guilherme, Felipe, Welton, Bruninho, Juninho, Marcão, Dan, Léo Cotia, Jeferson, Everton. Dênis. Silvano, Marcos Paulo, Roberto, Gabriel.

Na partida de fundo, o Chapecoense bateu o América Mineiro por 2 a 0.

A classificação do grupo R está assim:

CA Taboão 6
Chapecoense 3
América 1
Santa Cruz 1

Tirando onda no selfie do Carlos Carlos, seo Pepe, o filho Renato, e eu.

E nós, claro, brindando a companhia e a caminhada do CA Taboão nesta Copa São Paulo.

Abraços!